13.4.16

O Adeus (quase) Sentido ao American Idol

É o fim. O que será de mim sem o American Idol, senhores? Foram muitos anos nisto, não vou aguentar ter de levar com os The Voices e X Factors desta vida (nem tento). É altura de cortar os pulsos com a faca da manteiga, lá terá de ser! É verdade que acompanhei alguns, confesso. Até costumo ver os primeiros episódios mas há grupos que não puxam por mim e acabo por perder o interesse. Ainda assim houve séries que foram mesmo intensas, com vozes tão boas que era de deixar os ídolos portugueses envergonhados até à medula. É que o American Idol fez mesmo, em tempos idos, artistas (Uns melhores ou piores que outros), daqueles que mudaram radicalmente a vida; veja-se o caso da Jennifer Hudson, por exemplo. A mulher nem ganhou aquilo, foi para casa recambiada no 1000º lugar e depois disso foi somar até ganhar um Oscar. Se vai acabar é, muito provavelmente, porque quase ninguém vê... ainda que um "ninguém", nos Estados Unidos, seja coisa para representar uns milhões valentes. Mas há muitas coisas que não gosto nestes programas, para dizer a verdade. Uma delas é a enorme probabilidade de, após terminar o programa, fazerem música da treta que muitas das vezes, nota-se, a ideia nem é deles, é das discográficas que os obrigam a seguir o caminho mais indicado para ganharem à conta deles. Quando depois chega a ser pior, e a coisa não resulta para lado nenhum. Portugal então nestes casos nem se fala. O mais interessante disto tudo continua ser, por exemplo, observar o caso do The Voice na RTP1... parece que Portugal precisa de artistas, está desesperado para encontrar mais uma estrela (decadente). Tretas. Geralmente as pessoas não percebem que, na verdade, a RTP1 e a cambada toda que faz esses programas estão-se nas tintas para música, estão se nas tintas para se, no final, os tipos até vendem um disco ou outro. É Carne para canhão. A RTP, ou outro canal qualquer, só está interessado no lucro que esses programas conseguem. Se Portugal quisesse ver um programa sobre sanitas, e houvesse audiências, eles faziam. Em todo o caso o American Idol era interessante, se bem que já desisti de ver esta ultima série, deve ter sido a pior de todas. Outra coisa que já pensei sobre isto (sim eu penso sobre estas coisas) é o facto de nenhum dos jurados destas tretas terem feito carreira a começar nestes programas... hmm... por que será?? 


Sem comentários:

Enviar um comentário