13.5.16

O meu primeiro comentário anónimo

Acho que é assinalável, este momento é o princípio de tudo. Um momento marcante, que mudará para sempre o rumo da minha vida. Estou feliz, estou mesmo. Na verdade se calhar preferia que me ofendessem assim à bruta, que provavelmente significaria que eu era invejado pelas massas que, como devem imaginar, esse é o sonho de qualquer um, até o meu. Portanto, não se acanhem, e digam o que bem vos aprouver! Em vez disso o prezado/a anónimo/a corrigiu, e muito bem, um erro de português daqueles lindos e nada elementares. Esta era a altura em que eu me desculpava dizendo que tenho dislexia ou coisa do género, mas não tenho, caraças... agora que fazia uma certa falta. É isso e herpes, não percebo o porquê de toda a gente ter e eu não, é que dá imenso status. Este comentário tem um impacto notável já que, lá está, de forma anónima, é revelador de toda uma audiência clandestina atenta às coisas que vou escrevendo, ainda que mal. Significa que, escondido nas sombras está alguém sempre de olho bem aberto, o que desde logo vai fazer de mim muito mais exigente e cuidado no que toca a estas coisas lindas que são as palavras. Significa isto, também, que só posso estar a escrever melhor! É que assim há coisa de uns anos receberia por certo umas 10 correcções, em vez de uma. Pronto, esta é a altura em que digo que foi de propósito e que foi um erro pensado e que era mesmo só para apanhar um anónimo ou outro. É evidente que eu nunca daria aquele erro... pfv! Eu que tantas vezes penso que só tenho leitores algures na Tasmânia, e olha, afinal estão cá e até sabem escrever bem, sim senhor! Se virem outro erro, "apressem-se" a corrigir, que é da maneira que nunca mais me esqueço! Se não for pedir muito, façam uma vistoria aos outros textos, devem estar a precisar. Estejam atentos à sintaxe e às virgulas, sou uma nódoa. 


Sem comentários:

Enviar um comentário