17.5.16

Pessoas Gordas a comer batatas fritas

Deixa-me sem chão, inerte e desolado. Provoca-me suores frios quando vejo alguém com uns quilos a mais agarrado a um pacote de batatas fritas. (na verdade qualquer pessoa, isto é só um pretexto para me chamarem nomes) E não eram daqueles pacotinhos pequenos que não tem mais de duas batatas, não senhor! Era mesmo daqueles grandes, aliás, dos maiores que existem. Pois que me deu vontade de chorar e o pior de tudo é que estava com fome, com muita fome, fome suficiente para acontecer uma catástrofe das piores. Mas há mais... enquanto passava por esta senhora na rua, eu próprio ia a caminho do supermercado o que, eu sei, poderia piorar todo o cenário. "vá, compra lá, e sei que queres e no fundo não te vai fazer mal nenhum seu maricas. O máximo que pode acontecer é ficares cheio de borbulhas e ganhares uma gordurita ou outra sem importância, o que no teu caso até te faz falta. Come, que amanhã já não te lembras", indagou o meu cérebro, prostrado pelo desgosto de há muito não sentir o prazeroso sabor a presunto. Nisto passo pela zona das ditas e podia jurar que vi um olhar triste nos pacotes; pareciam não estar tão arrebitados... depois lá me lembrei que é sempre assim, que aquilo é mais ar que outra coisa e vá de descair. Enfim, lá fugi e mantive o meu objetivo inicial: ir comprar uma mozzarela fresca e, depois, ir a um take away chinês onde fazem umas massas ótimas. Quando lá cheguei, como era relativamente cedo, ainda estavam a fazê-las, e não é que vejo o homem a despejar para lá uma garrafa de óleo girassol??? Uma pessoa pensa que só porque é massa é mais saudável... O caraças... Valia mais ir à fabrica da matutano e enfiar-me na fritadeira. 


Sem comentários:

Enviar um comentário