25.6.16

O wareztuga também foi para o Panteão?

Se não foi, algo está mal, algo vai muito mal neste país. Lembrei-me agora do Wareztuga e de como fomos tão felizes juntos. Impressão minha, ou já se passou um ano desde que ele nos deixou? Se me dizem que foram dois dá-me já uma coisinha má. Não sei ao certo, mas, se bem me lembro, foi assim numa altura perto das férias porque, bem se sabe, foi uma ausência sentida com pesar. Recordo-me de pensar que tinha sido no pior período possível para tamanha perda, já que estava mesmo a entrar naquela fase em que não tinha mais nada para fazer, a não ser estar alapado no sofá a enfardar séries de manhã à noite. Foi lá que comecei a ver o Orange Is The New Black ou o Breaking Bad, foi lá que vi, imagine-se, filmes que não lembravam a ninguém, do mais intelectual que se possa imaginar - porque sim, o Warez tinha isso tudo. Este país ficou a dever-lhe muito e espero que as altas entidades do Estado equacionem a possibilidade de uma trasladação o quanto antes porque só ali, ao lado de figuras como Almeida Garrett, Sidónio Pais, a querida Amália e tantas outras figuras de renome, se dá o devido valor a esta ilustre figura que levou o nome do nosso país além fronteiras! Sim, porque não eram só portugueses que usavam o Wareztuga, não! Por esse mundo fora se-lhe reconhecido o valor! Fez muito pelos portugueses. Não vivemos sempre a cima das nossas possibilidades? Pois bem, o Wareztuga vinha fazer com que as pessoas não fossem gastar o dinheiro, que não têm, no cinema. Quem diz cinema diz comprar séries caríssimas na Fnac! Posto isto estes sites vieram ajudar em muito a economia do país, mas não descansaram enquanto não deram cabo deles, seus grandessíssimos salafrários!! O popcorn time nunca chegará aos seus calcanhares, além do mais não é português. Paz à sua alma. RIP


Sem comentários:

Enviar um comentário