29.7.16

Estão me a fugir Pokémons!

Sou um treinador que, neste momento, não estou comprometido com nenhum pokémon. E, como também ainda não encontrei o meu Pikachu, aquele especial que toda a gente anda à procura dele, ando a experimentar vários pokémons. O problema é que, soube agora recentemente, que inclusive um dos melhores exemplares que apanhei recentemente, decidiu ir viver três anos para o Algarve!! Eu não acho normal! Isto para mim não faz sentido nenhum. Eu não o queria prender para sempre na minha pokébola, também tenho de ser sincero, mas de vez em quando era pokémon que eu queria usar várias vezes em  lutas titanicas. Não antevi esta situação, não senhor, "I didn't see it coming", como dizem os americanos. E depois diz-me que vem passar uns fins de semana a Lisboa e não sei quê, mas não é a mesma coisa! Este pokémon era bastante raro; não era um zubat, não senhor! Nem uma caterpie, caraças! Era praticamente um Mewtwo, ou um Latios (sim, fui pesquisar que eu não sei estas coisas). É óbvio que estou abalado e que isso tem condicionado em muito a minha disposição para escrever baboseiras. Entretanto também me andei a distrair com um exemplar cujo poder de ataque era o seu british accent, com o qual deixava qualquer adversário embevecido. Eu não escapei. Ainda por cima era de ascendência Grega o raio do bicho. Mas pronto, entretanto também já fugiu para terras de sua majestade e lá fiquei eu outra vez com as pokébolas a abanar. Convenhamos que eu também não apanho qualquer um que se me atravesse no caminho! Eu cá não faço questão de começar a jogar o DST Go, e a colecionar sífilis e outras doenças com um nome agradável. Mas também vou o quê, apanhá-los todos quando tiver 80 anos??


Sem comentários:

Enviar um comentário