14.8.16

Jogos Olímpicos, as novas regras!

Falar em novas regras até parece mal, que estas práticas eram bastante antigas, mas eu proponho que voltemos à tradição num revivalismo milenar. Então não é que, ao que parece, os atletas competiam como vieram ao mundo? Pois que já se sabe, geralmente, eram representados nus nas estátuas ou naqueles vasos tradicionais... Uns dizem que nos primeiros séculos ainda usavam umas túnicas mas que, depois, deixaram-se de lérias e puseram-se ao fresco, competindo com o ventinho a bater nas partes baixas. No pentatlo, e também certas lutas, era uma festa... pois não! "na prática, é muito perigoso para os órgãos genitais correr nu..." acham? Acho que nos devíamos deixar de pudores e fazer uma edição a comemorar toda esta festa do desporto, mas para tal, teríamos de respeitar as práticas da antiguidade. Menos o Nelson Évora... pronto, no caso dele uma pessoa abria uma excepção. Primeiro porque deixaria muita gente a pensar que a natureza foi injusta e depois, porque ainda provocava feridos graves. Vazar a vista a alguém não era bonito. "Cremos que a representação dos atletas nus nos documentos arqueológicos, pode ser só uma convenção artística..." hum hum, chamem-lhe convenção... "Ou seja, é uma opção do artista representá-los no auge da sua beleza...". O ideal grego da beleza do corpo, agora que penso nisso, é uma grande porcaria!! Não fossem esses ideais e eu não ia gastar 40 euros para a porcaria do ginásio, alombar com pesos! Como é que os gajos já naquele tempo tinham um corpinho todo esculpido? Não existiam alteres, caraças. Nem Iron gyms, nem cordas TRX. Nem zumba. Era só com discos, como faz o Discóbolo de Myron, era? Cá para mim andavam era a meter batidos de proteína no bucho indiscriminadamente e sem aconselhamento médico. E agora olha, nós é que nos temos de guiar pelo ideal estético daqueles grandessíssimos salafrários! Vá, toca lá mas é a animar os Jogos Olímpicos e a por tudo ao léu. Mas volto a deixar claro: todos, todos menos o Nélson Évora.


Sem comentários:

Enviar um comentário