11.8.16

O fim do Mundo Está Perto

O Carlos Costa esse grande vulto da cultura portuguesa tem um novo vídeo muito sensual. E, claro, por sensual entenda-se foleiro e a roçar o amador. Até parece que o estou a ouvir dizer à produção: "quero que seja o mais piroso possível, de tal forma a chocar de uma maneira que toda a gente vai ver e falar disto, logo vou me poder sustentar durante uns tempos e, quem sabe, entrar novamente em programas cuja sapiência transborda o grande ecrã. Visualmente será uma mistura de Beyoncé com Azelia Banks no Atlantis, mas bem pior! Se ficar melhor nem vale a pena..." - proeza conseguida, caro Carlos. É que não só foi pior, como dificilmente alguém consegue igualar na (fraca) qualidade. "Claro que tenho de ter um ar de rameira, pois que de outra forma ficaria tudo a falar de mim??? Não, se é para chocar, há que o fazer como deve de ser. Saltos altos, sobrancelhas fininhas à reclusa e os lábios inchados até à estratosfera". Welcome to CC Galaxy é o inicio de tudo. Entramos e somos confrontados com o Carlos a dançar com corações no rabo, coroas na cabeça e muitas garrafas de tequila a flutuar. E porque Tequila rima com Chinchila, volta e meia lá aparece uma malograda, arrastada para este mau gosto - mas foi drogada, de outra forma tinha fugido... mas, vá, o que mais me chocou no meio disto tudo foi reconhecer um rapaz que estudou cinema e vê-lo nestas andanças. O pior de tudo é que até mandava aquele ar de intelectual arrogante, que só lia António Tabucchi e que só via filmes do Tarkovsky e pronto, agora faz estas obras primas. Ou seja no fundo estou mais chocado com o Vitor aparecer do que propriamente como Carlos que se anda a roçar em emojis. António Variações era gay, chocou por certo muita gente, indignou outras tantas, estava à frente do seu tempo e ainda hoje é lembrado. As suas músicas continuam a ser emblemáticas e intemporais... claramente não é este o caso. Há coisas que são más que chegam a ser boas (quantas musicas más preferidas é que eu não tenho? Tantas, caraças!) e depois há isto, que é tão mau que só chega a ser mesmo asqueroso. 


Sem comentários:

Enviar um comentário