9.11.16

Estou em negação

A inteligência venceu. O respeito pelos outros também. A Hillary poderá nem fazer uma diferença abismal durante os próximos 4 anos, poderá não fazer tudo em nome do bem comum, porque nem sempre é fácil, nunca foi, nem nunca a política será um mar de rosas na gestão das possibilidades. Mas por certo não mostra, ou esconde muito bem, uma falta de postura e de conhecimentos para tamanha responsabilidade. Já se fez história ao se eleger uma mulher, com a América a mostrar que não há espaço para misoginia e que todos sem excepção podem ser ouvidos. Há uns anos parecia impensável que um negro pudesse liderar um país como os Estados Unidos, altamente fracionado no que toca a direitos raciais, hoje damos isso como adquirido, mas envolveu uma mudança nas mentalidades de todos.

Os Estados Unidos mostraram estar atentos e não caíram na jogada de um produto de televisão, combustível para muitos humoristas mas que em muito contribuiu para a propaganda. Porque para alguém sem escrúpulos, tudo serve, até aqueles em que somos ridicularizados.  Os Estados Unidos mostraram ter visão e respeito pelo próximo, seja ele muçulmano, mexicano ou homossexual. Os Estados Unidos mostraram estar a evoluir. Parabéns à Hillary que vai manter a credibilidade junto de todos os outros países. Na verdade já tinha perdido um bocadinho, bastou que para isso eu tivesse conhecido americanos que não fazem a mais pequena ideia de quem foi Billie Holiday ou Chet Baker. Foi por pouco que não elegeram um palhaço. Parabéns América.


Sem comentários:

Enviar um comentário