27.11.16

LEGO Yellow Submarine #WishlistNatal

Sou um melómano assumido e até aí nada de novo. Gosto de Beatles, mas tanto que os meus vizinhos, volta e meia, tomado por um saudosismo atróz, são obrigados a ouvi-los horas a fio quer eles queiram, quer não. É chato quando a LEGO se lembra de fazer uma edição especial (e provavelmente limitada, já estou a respirar fundo) com a trupe dos icónicos e emblemáticos rapazes de Liverpool. É chato porque não sei mesmo se vou conseguir manter a calma. Consigo-me ver a agarrar um lado da caixa enquanto um puto de 10 anos está agarrado ao outro, e se debate efusivo para ser ele a açambarcar esta preciosidade. Eu puxo, o puto cai, e eu vou a correr para a caixa sem qualquer tipo de remorso e sem olhar para trás. Saiam da frente crianças, os Beatles não são do vosso tempo (também não são do meu, mas os fedelhos não precisam de saber)! 

Yellow Submarine está longe de ser o meu álbum preferido destes meninos, mas, vamos ser honestos, não quero saber. O submarino é suficientemente emblemático para pôr de lado tamanhas quezilias. É que ainda por cima, não sei se estão a par, o submarino abre e dá para pôr lá dentro o Ringo, o Paul, o John e o Harrisson em amena cavaqueira, imagine-se! De qualquer dos modos, posso sempre montar o dito ao som de algumas das minhas músicas preferidas, nada invalida esse cenário. Vou abrir a linha de montagem com o sumarento "Strawberry Fields Forever", com o saudosista "All My Loving", o obsessivo "You Really Got a Hold on Me", e o ventoso "The Long And Winding Road". Quando estiver a ler o manual de instruções é possível que ponha o "Help!" a tocar, que com a minha habilidade pode-se dar o caso de a trupe ter de ir de barco a remos. 

Que fique claro: criançada, eu sei que é natal e que estão prontinhos para meter a mão em tudo o que é brinquedo mas, e isto é uma ameaça, toca a sair da frente, que eu também sei fazer birras e chorar se for preciso. Vão brincar com barbies e não me chateiem a cabeça.






Sem comentários:

Enviar um comentário