18.12.16

Harry Potter and Me Wasting Money

J.K Rowling lançou recentemente um novo livro, só mais um, é o Harry Potter and Me Wasting Money. Conta a história de um gajo que já não vai para novo, e que resolveu perder a cabeça e começar a ler livros que lia, quando tinha 10 anos. Fim do argumento. No meio disto tudo, quem ganha ainda mais dinheiro é a autora que, já se sabe, vê-se negra para pagar as continhas ao final do mês... Ou então, isso sou mesmo eu. Sim, vou voltar a falar sobre isto porque me parece fundamental falar dos meus problemas, talvez na esperança que alguém se chegue à frente de me diga qualquer coisa como, "Faz-te homem!!". estou a comprar as novas edições. Sim eu vou tentar comprar os 7, um de cada vez, somente depois de os voltar a ler, se bem que eu, em boa verdade, nem os tenha chagado a ler todos. Com sorte, daqui a uns meses farto-me, caio em mim, e fico-me por alguns exemplares. Mas sabem qual é o problema?? Assim o mais grave de tudo... Descobri algo que a nova edição não tem o mesmo encanto! É verdade. Este fim de semana coloquei a 2ª edição e a 40ª edição lado a lado e, para além de perceber que têm as duas a sua beleza natural (porque achava a mais antiga datada), o cheiro dos livros, não é o mesmo!!!! Assim que cheirei a edição de 2000 fui direitinho às tardes em que passava, com uma luz frouxa, a ler no meu quarto durante horas a fio. Esta nova edição cheira a papel reciclado! Não é a mesma coisa. 

Em relação à ilustração, ao que parece, não é nova. Pelo menos na versão inglesa estava um autocolante que evidenciava a celebração do 15º aniversário. Mas na verdade em 2017 já faz 20 anos que o primeiro livro foi lançado, o que é absolutamente surreal. Há livros, sobretudo os primeiros, de primeira edição, que são meninos para valer 40.000 euros! Em inglês, pois está claro. Em todo o caso, não tenho nenhuma dessas edições valiosas e na verdade dificilmente muita gente as tem, já que esta primeira edição teve cerca de 500 exemplares e desses, 300 foram direitinhos para bibliotecas. O plano agora passa por ir a uma biblioteca no Reino Unido e açambarcar esta preciosidade. Daria um excelente presente de natal. O que vale é que dá-me forte, mas passa depressa. 












Sem comentários:

Enviar um comentário