16.12.16

O exercício físico acelera o processo de envelhecimento, parte 2

Acredito realmente que o exercício físico em excesso provoca o envelhecimento precoce. Se não é precoce é qualquer coisa parecida, que deixa as células num alvoroço tal que, juntamente com a fadiga, são um cocktail perfeito para um desgaste celular. Se por um lado ficamos rijos, por outro ficamos com um ar baço e cansado! Claro que depois há uma miríade de ideias contrárias que defendem, ao invés, que o exercício retarda o envelhecimento e que faz muito bem, e que faz maravilhas à pele e aos órgãos todos. Falei disso há uns tempos e contínuo a jurar a pés juntos que é verdade, que faz horrores, e ainda hei-de comprovar isto empiricamente! Faz sentido que assim seja, senão vejamos: então e quando estou a tentar puxar 40 kg e fico com a cara cheia de rugas? Ah, pois é, isso também conta, ou não? Eu vejo com cada cara no ginásio a fazer esforço... deve ser mais ou menos assim que as pessoas ficam quando estão a fazer um esforço muito grande para fazer cocó, não deve? Todas vermelhas, com a testa cheia de rugas e os olhos todos franzidos, com pés de galinha ali bem vincados. Eu já tentei puxar pesos sem fazer qualquer contracção muscular na face e, esqueçam, é completamente impossível parecer a Victoria Beckham enquanto suamos que nem uns cavalos. Tentei, mas não dá, a menos que use uma carga de somente 2 kg, o que é do mais másculo que podem imaginar num ginásio cheio de testosterona e tipos a gemer. Continuo, igualmente, a defender que se pare de fazer exercício físico de uma vez por todas. Devia de haver manifestações sobre isto. Se há por causa dos transgénicos, que fazem tão mal à saúde, porque não haver uma revolta contra os ginásios, que nos deixam com pior aspecto do que se estivéssemos a comer Oreos e gelado Ben&Jerry??? Juntem-se a mim nesta luta.


Sem comentários:

Enviar um comentário