1.1.17

Resoluções de Ano Novo

Este novo ano EU VOU:

Usar protector solar durante o dia, FPS 50+, porque já vi uma ou outra ruga num daqueles espelhos de aumentar 10x; espalhar a paz no mundo porque o trabalho das Misses não está a surtir efeito; parar de comer noodles dos chineses de Arroios porque quem fica de olhos em bico sou eu, de cada vez que os vejo a largar a esfregona e ir direito às massas sem lavar as mãos; reclamar sem pudor com todos aqueles que se atreverem a estar nas máquinas dos ginásios a mexer no telemóvel; parar de gastar dinheiro em livros do Harry Potter; parar de me sentir envergonhado de cada vez que dou moedas a pedintes no metro; mentir sobre a minha idade, ora tiro um ano ora vá de tirar logo 5 assim à bruta; aproveitar as promoções dos preservativos sem pensar duas vezes; parar de pensar em relações passadas como se fossem o melhor que me aconteceu na vida (e o pior é que foram mesmo); aprender a mudar a cor de letra já que este cor-de-rosa nos títulos não foi escolha própria; Escrever aqui todos os dias, e fingir que não tenho mais nada que fazer na vida; decidir finalmente o que quero fazer no futuro; ser menos coninhas no trabalho e aprender a dizer que não, contrariando a tendência de dizer "sim" a tudo, do género: «queres levar um murro nessa tromba?», perguntam-me, e eu respondo: «ora claro que sim, por que não?»; acreditar que em 2018 ainda estou vivo; Começar a fumar como uma chaminé que é para ver se faço amigos à porta do trabalho; voltar a aprender a fazer arroz; manter-me calmo com as pessoas no metro, nem que para isso tenha de tomar calmantes; começar a meter-me em drogas duras para ver se levo isto mais na desportiva; fazer a melhor passagem de ano de todo o sempre porque esta só Deus Nosso Senhor e eu é que sabemos; 

Bom ano, caros leitores imaginários!


Sem comentários:

Enviar um comentário