23.1.17

Voltei ao Ginásio, numa epopeia épica!!!

Hoje fui ao ginásio!! Já não ia desde o ano passado, é verdade. Começar o ano a corromper proeminentemente as resoluções de ano novo, é comigo. E, melhor de tudo, sem sair de casa! Realidade virtual?? Não, nada disso!!! Fui em sonhos. Meti na cabeça que ia ao ginásio mas, de manhã, em vez disso, adormeci e sonhei que estava a ir a um ginásio novo, ao qual nunca tinha ido. Entretanto para ter uma hora gratuita (o que uma pessoa não faz por borlas) tinha de saltar de 'pé-coxinho' para cima de uma espécie de muro, e o meu pé (só um, ah pois é, não é para todos!) tinha de ficar dentro de uma pegada, três vezes. Se não conseguirem visualizar, não faz mal, é ridículo o suficiente o que uma pessoa tem de fazer, até em sonhos, para ter uma hora de ginásio gratuito. Lá entrei, feliz da vida, cheio de mérito. Mas depois pensei... mas eu não vou fazer exercício, vou é explorar o espaço, também o que é que uma pessoa consegue fazer numa hora?? Em vez disso, lá fui eu, espreitar a piscina exterior que, para além de ser pequena, tinha verdete. Um ginásio novo cheio de musgo na piscina??? Nem pensar. Depois percorri os corredores e fui dar com restaurantes que só me faziam lembrar feiras, numas tendas e com bancos daqueles todos corridos. Ao lado, os balneários, pois está claro! Uma jogada de marketing. Uma pessoa quando está a tomar banho já está cheia de larica e enquanto lava o rabo chega-lhe ali um cheiro a frango assado que não há como resistir. Depois aproximei-me de três funcionárias (para quê uma, quando podes ter três?) e fiz-lhe uma questão (a qual não me lembro), mas que fez uma delas olhar muito atenta para uma fita que eu tinha ao pescoço, que ao que tudo indicava, lhes dava a indicação do tempo que ainda me restava no espaço (calma tens uma hora, mas assim que acabar pões-te na alheta o mais rápido possível). O pior de tudo é que eu disse a uma funcionária que aquilo parecia a feira nacional da agricultura. Ficaram ofendidíssimas! Uma dela levou aquilo mesmo a peito. Perguntou-me logo quem é que eu achava que era!! Entretanto aquilo passou-lhe porque, não sei como, mas passado algum tempo eu estava a ser alvo de assédio sexual no ginásio, com a dita empregada, outrora ofendida (que na verdade a cara até me é familiar na realidade, é responsável máxima pelo departamento de Marketing de uma empresa em que trabalhei, e estudou na Católica - só podia, a grande cabra) e nisso sinto a sua mão poursar-me nas nadegas. Sim!!! Aconteceu!!! Num ginásio com verdete na piscina, ainda sou alvo de assédio! Nem pensar, eu não posso tolerar isto, e digo-lhe revoltado: 'Eu conheço o seu marido!!!'. Não conhecia... mas pronto, foi a primeira merda que me pareceu conveniente dizer. E ASSIM FOI. Depois acordo e já é tarde como o caraças e já não valia a pena ir ao ginásio. Mas que se lixe, fui em sonhos e à borla. O lado positivo disto tudo, é que depois desta incursão por aquele ginásio medonho, fiquei a gostar muito mais do Pump. Amanhã juro que vou!


Sem comentários:

Enviar um comentário