6.3.17

Ainda com o Moonlight atravessado

A minha propensão para querer que o Moonlight fosse o derradeiro vencedor na noite de Óscares, devia-se, de uma maneira geral, ao facto do filme La La Land ser feito para as massas e para o arroz desta vida. Um história inspirada nos grandes clássicos de Hollywood, com diálogos mornos, cujo final foi o que de melhor passou pela cabeça do novato (e já tão aclamado, o estúpido) Damien Chazelle. Só que na verdade eu ainda nem sequer tinha visto o filme Moonlight, já que o trailer não me tinha causado grande impacto e vá de adiar vezes sem conta. Só agora percebi porquê... é porque o filme também não causou!!! Mas vamos por partes.

Se o filme Moonlight é um filme ao nível dos Óscares? Não é. Isso é mau? Não necessariamente. Moonlight pode ser entendido como um filme que corrompeu a industria cinematográfica do entretenimento; porque se assemelha realmente aqueles filmes de autor, sobretudo preocupados com o conteúdo, a dita temática, e não tanto com a forma. Está tudo muito certo. Só que a questão é que Moonlight não é um filme simples e bom, é simplista e, não querendo dizer mau... não tão bom como seria de esperar de um filme que leva o galardão de 'Best Picture' e que tanto alarido provocou aquando da confusão gerada na entrega do mesmo.

As questões raciais deveriam ser um "não-assunto" e, como tal, nada há a acrescentar a esta parte. Mas, quer dizer, acaba sempre por ser incontornável essa questão... Quanto à entrega do Óscar a Mahershala Ali, também chego à conclusão que não percebi os critérios de escolha, porque não vi cena alguma que me entusiasmasse minimamente, que fosse singular, sinto que o senhor filmou aquilo numa tarde e ala para os Óscares. 

É que nem a fotografia do filme é assim interessante, caramba! Foi porque teve ali umas cenas um bocadinho mais politicamente incorrectas? Então se a academia visse um filme da Erica Fontes... também a menina recebia o Óscar. Pronto, vá, eu dava o prémio ao La La Land e ao Moonlight. Mas para o ano espero filmes melhores, sim?


1 comentário:

  1. Infelizmente as questões raciais ainda não são um "não assunto" e sim, o filme foi filmado em poucos dias :)

    ResponderEliminar