18.3.17

Dúvidas de cariz nutricional

Há muito que não me lembro de ver publicidade inteligente, daquela que faz pensar, que não chegamos logo lá, que tem uma narrativa sagaz. Daquela publicidade que traz conceitos novos, que nos faça relembrar velhas referências, ou até conhecer novas. Que use, mais não seja, a mesclagem como um processo para se tornar mais apelativa. Referências a arte, uso de metáforas conceptuais que não sejam evidentes. Mas não, ultimamente é o facilitismo, o evidente, o banal. A relação entre ideias mais frívula e prosaica que se pode imaginar. Eu até admito que possa ser só eu a reclamar deste tipo de anúncios, mas quero acreditar que mais algumas pessoas, não muitas, conseguem questionar o que é feito e aquilo com que têm de levar. Eu sei que hoje o novo consumidor de televisão está-se um bocado nas tintas para a publicidade. Que vê aquilo que lhe convém, à hora que lhe dá mais jeito. Mas as marcas não deviam, nunca, sobrestimar a exigência dos consumidores. 

Desta feita eu gostava muito de perguntar ao responsável pelo marketing da Planta, sim, da manteiga, qual foi a ideia para criar o novo anúncio publicitário? Perguntar é uma forma de dizer, porque eu nem preciso de grande resposta, verdade seja dita. Não há duvidas quanto ao nível elementar com que foi feito.  O orçamento era limitado, foi isso? Eu faria algo do género durante uma ida à casa de banho. Era o tempo para ter uma ideia destas. Eu já nem falo no anúncio de televisão, porque ainda não o vi bem. Mas falo dos muppies espalhados pela cidade de Lisboa, em todas as estações de metro. 

Eu sei que a malta está cada vez mais preocupada com o que mete no bucho, que agora o que está na moda são sumos detox e coisas pseudó-saudáveis, mas querer fazer acreditar que um gajo com aquele corpo come Planta às colheradas, é só imbecil. É só a mesma coisa que me chamarem de estúpido à descarada. 'Ai, já sei, tive uma ideia brilhante, vamos associar uma embalagem cheia de gordura duvidosa, a um homem com um six pack! Não é genial?? Já que estamos a falar de gordura, bora desviar atenções para um tipo todo gostosão'... não, não é brilhante, é absolutamente estapafúrdio. Eu pergunto-me se o target desta marca são só mulheres com 200 quilos. Eu já vivi com uma miúda que comia uma caixa de manteiga das grandes numa semana. Imaginem lá a constituição física da menina... aposto que ela gosta do anuncio, não digo que não. É uma pena que ela tenha emigrado. Já a estou a imaginar a bater palmas e a ficar toda excitada com este menino mauzão a olhar para ela com aquele ar malvado, de quem está cheio de vontade de dar umas cambalhotas a chafurdar em margarina. A questão é que ela era daquelas que tinha o perfil do facebook em comunhão com o seu mais que tudo, não sei se alinhava...  Mas então e aquela frase? Isto até dá vontade de rir... 'Sabor irresistível'. Nunca antes vista, um slogan de uma originalidade... Eu imagino o que não deve ter demorado para sair tamanha genialidade daquelas cabeças.





Sem comentários:

Enviar um comentário