18.6.17

As Caraíbas dos Pobres

Tudo o que é turista deve estar ao rubro. Durante o dia têm direito a 43 graus à bruta, mas à tarde, chuva e trovoada num diluvio sem fim. Lisboa que está em tudo o que é lado: ele é referências laudatórias nos melhores jornais, ele é revistas de viagens a elogiar o pastel de nata, ele é presença assídua em todo o tipo de listas e 'tops' possíveis e imaginários, está aqui, está a ser conhecida como as Caraíbas dos pobres. Não é de estranhar... Lisboa surpreende pela luz, pela arquitetura, pelas ruas a cheirar a mijo. Agora já se sabe, Portugal com as alterações climáticas emergentes, com o Natal a 30 graus, está muito próximo de se tornar num país tropical. E parecendo que não, é chato. A Ana Malhoa bem nos avisou sobre o eminente tropical urbano... mas longe de mim esperar que estaríamos próximos de um paradigma meteorológico como este. Nunca antes visto! Para não dizerem que eu não vos dou novidades e que não digo nada de jeito, aqui está uma novidade relativa aos festivais de verão que se avizinham (e já que este ano não vem cá ninguém que se aproveite - a não ser o Woody Allen...): a Ivete Sangalo vai estar no Rock In Rio de 2018! É verdade. E também no de 2020. E no de 2022, 2024, 2026 e 2028! Não podem dizer que a malta do Rock n Rio não vos traz sempre grandes surpresas. É de levantar poeira no chão até desenvolver silicose com tanta poeirada nos pulmões. Na verdade isto é informação exclusiva, da qual eu sou um privilegiado em saber. Nada faria prever um regresso da saltitona por estas bandas. Posto isto, dizer que a silly season está-me a afetar bastante. Estou aqui estou a falar da importância da batata no cozido à portuguesa ou das causas do prurido perianal.   


Sem comentários:

Enviar um comentário