2.7.17

Como o Macaco gosta de Cebola Roxa, eu gosto do José Cid

Conta-se por aí que o famoso e talentoso (ehh, mais ou menos...) Jay-Z, usou, para o novo álbum, "4:44", excertos de uma música feita por cá nos idos anos 70! Que orgulho!!!! Depois de vencermos a Eurovisão, saber que "Todo o Mundo e Ninguém", do grupo Quarteto 1111, inspirou o marido da Beyoncé... é sentir que atingimos a glória, é sentir que ficaremos para sempre nos anais da história. É que o José Cid, note-se bem, é um dos autores do tema... Como o macaco gosta de Bananas eu gosto do Cid. Na verdade eu não gosto nada de bananas, só como porque preciso de ganhar peso, mas o nosso Zé Cidócas é indubitavelmente um vulto na musica portuguesa. E na cultura. E na arte. E na estética, ou não se lembram quando, há não muito tempo, se andou a esgravatar numa afirmação feita por ele sobre os transmontanos? "pessoas medonhas, feias, desdentadas", dizia ele, a ser simpático. Ora o que é que se tira daqui? Que se o Jay-Z se tivesse inspirado na famosa fotografia do José Cid, todo nu, com o CD à frente a tapar as miudezas, a Beyonce nunca teria lançado Lemonade. Por outro lado, acho mal... Acho mal que não tenham usado também o irreverente tema da Adelaide Ferreira, "Baby Suicida", esse sim, um tema mítico e subvalorizado. Quem não se recorda das suas sábias palavras neste hit que a catapultou para a fama? Sabias palavras, como estas: "E o meu nome é louco, chamo-me Babyyyyy Suiciiiidaaaaaa...Tomo mil calmantes, e chamo os meus amigos para me veeeerrrreeeeeem morreeeeeer (...) telefono ao meu melhor amigo p'ra me vir salvar, quero vomitaaaaaar". Depois é "baby baby, baby baby suicidaaaaaa" que nunca mais acaba. Enquanto diz isto, vemo-la subir a um escadote (dos grandes, não é para meninos, tem para cima de 12 degraus), a andar num tejadilho de um carro correndo o risco de bater com a cabeça num semáforo, e ainda a andar em muros altíssimos. Diz ainda, na letra, que é maníaca depressiva. Ameaça que se atira da janela, também. Fala em drunfos. Mas depois andou a cantar "eu dava tudo para te ter aqui, outra vez...", não se percebe esta gente. Jay-Z, em todo o caso, vê esta pérola e deixa-te inspirar. Ainda por cima o pequeno ficou a saber que a mãe é lésbica... este mundo está perdido. 



Sem comentários:

Enviar um comentário